Profº Fernando Alves Firmino

Profº Fernando Alves Firmino

Compartilhe

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Que valores queremos para nós?



    Muita gente me escreve falando sobre falta de educação dos jovens, que os professores não são mais os mesmos...só blá, blá, blá.

    Primeiro, vamos lá. Um monte de gente reclama que os professores não cumprem seu papel, realmente não, pois tem que gastar o tempo que deveríamos passar conhecimento, educando seus filhos. O problema não é o final da pirâmide é o início dela, a base. As famílias não são mais famílias. Elas não ensinam mais hierarquia, pai/mãe manda, filho(a) obedece e pronto. Esta regra funcionou por mais de dez mil anos e graças as maravilhas da tecnologia e sua preguiça, deixamos este conceito de lado. Também em um gesto creditado a "modernidade", deixamos o diálogo de lado. Afinal,meu filho tem roupa, comida e escola, não tem problemas, não preciso ficar conversando com ele, vou assistir Breaking Bead e ele fica no quarto com seu smartphone ou notebook.

    A "pedagogia moderna" onde temos que ser amiguinhos e não pais é um grande, enorme, gigantesco problema que resulta em péssimos profissionais, péssimos cidadãos, uma geração de alienados mimados. Na minha geração já haviam alguns assim, nós os chamávamos de babacas, tudo tinha a proteção da mamãe e do papai, até os trabalhos de escolas deles eram feitos pelos papais.

   Hoje os Papais New Generation, totalmente imersos no século XXI já ensinam os filhos como é "bom" o CTRL+C, CTRL+V, para tudo, sem que se participe do processo, da leitura, da pesquisa, de apurar os dados e o principal, se compreenda o que se propõe ao trabalho.

    Recentemente conversei com dois jornalistas recém formados. Lamentável, dois analfabetos funcionais, não sabiam conversar sobre nada, somente frases prontas, não sabiam falar sobre fatos recentes da história. Mas ai perguntam, poxa, todo mundo é assim? Claro que não, existem ainda pais de verdade, que dão amor, responsabilidade, hierarquia, cobranças e participam do diálogo dos filhos, e estes serão mais propensos ao sucesso na vida, pois já aprenderam na família o que é ganhar, perder, conquistar, crescer. Nunca tiveram nada de mão beijada.

    É verdade que muitos professores se acomodaram também, desistiram de lutar contra a geração selfie e viraram professores de Smartphones, não colocando mais o aluno ao estímulo da leitura, da escrita manual, do debate, da interação e do movimento. O resultado de tudo isto, já sabemos, já foi dito em outra parte deste mesmo texto.

   Não é a ministra fanática religiosa com diploma emitido pela Escola Xavier, Madame Mim, que cospe na cara da ciência, ou os bananas do "escola sem partido" que irão resolver a questão. Estudei com os professores que os neo políticos consideram alienadores de mentes...engraçado, a maioria deles, ou todos, também estudaram do mesmo jeito e não são "alieanados" ou são?

     O que seria alienação? Seria a falta de noção de realidade...talvez sim. A maioria esmagadora de nossos governantes são então, pois vivem em um universo de poder e riqueza que é bem distante do país sem saneamento básico, com pessoas sendo mortas como moscas nas ruas, passando fome, sendo vítimas de crimes constantes, enquanto eles em iates, festas chiques, ficam divagando sobre o glamour de um país que só existe em seus palácios.

    A educação é e sempre será uma corda de duas pontas, onde família e professores tem que andar juntos. Escola não é lugar de religião, religião é algo íntimo e familiar e ponto. Política deve ser debatido na escola sim, dentro do contexto histórico, se retratando fatos e fazendo com que o aluno pense e compreenda que nação ele deseja. Mas hoje o cenário é bem distante disto, bem distante...vamos continuar vendo as escolas como creches para papais moderninhos e para a geração selfie ficar ganhando likes e se vangloriando de humilhar professores, hoje babás.




quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

ESPORTE MANIA de 24/01/2019 ao vivo

     Hoje (24/01) a resenha no ESPORTE MANIA será com Edenilso, atleta do Boa Esporte Ouça a partir das 20h30 na Rádio ESPORTESNET ao vivo com minha apresentação. Participe




WhatsApp: (11) 9.6829.1749

Baixe o aplicativo da Rádio ESPORTESNET para Android: http://ow.ly/algt303L6kN 


Twitter: @ESPORTESNET_



#ESPORTESNET #futebol #radio #radioonline #webradio #resenha #debate #jogador #BoaEsporte #atleta #entrevista #AoVivo #TuneIn #Whats #YouTube #Brasileiro

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Vamos pensar juntos?



Sempre devemos pensar

Pois agir pensando no ódio pelo ódio é altamente destrutivo.

Oposição, discordância, divergência é sempre salutar quando bem pautada e argumentada.

Agora quando ela é marcada pelo ódio, pelo racismo, pelo rancor, pela inveja, é birra e não oposição ou discordância.

Vamos pensar mais e espalhar a discussão saudável sobre quaisquer tema?

Fica o convite...

fernandoalvesfirmino.com.br

radioESPORTESNET.com.br

super80.com.br

ESPORTESNET.com.br